O que fazer quando o morador não aceita a individualização da água?

6 minutos para ler

Durante o processo de individualização de hidrômetros, pode ocorrer de um morador não querer individualizar a água do condomínio. Os fatos que levam a isso são desconhecidos, afinal não há nada mais justo que pagar por aquilo que você realmente consumiu. No fim das contas, essa pessoa pode estar tentando tirar proveito da situação ou pode ser apenas um brigão de plantão.

O fato é que existem normas a serem seguidas e é por isso que criamos este artigo. Nele, você verá quais são os amparos legais relacionados à individualização de hidrômetro e descobrirá os benefícios dessa implantação para o condomínio inteiro. Então, mãos à obra!

Como é feita a individualização de água em condomínios?

A individualização de água é realizada por meio da instalação de um hidrômetro para cada unidade do condomínio, permitindo que o equipamento mensure o consumo de água de forma individual. Assim, o morador paga somente pelo o que consumiu, gerando uma cobrança mais justa.

Além disso, é possível acompanhar o consumo de água de forma online, a qualquer hora e de qualquer lugar, o que ajuda os usuários a entenderem melhor os gastos de suas casas e a fazerem uma gestão eficiente do consumo de água.

É importante salientar que poderá ser necessário contratar uma empresa para realizar a leitura e a cobrança individualizada, tendo em vista que, por regra, a concessionária de água continuará responsável apenas pela leitura do consumo total do condomínio.

Além disso, de acordo com a Lei Federal 13.312, aprovada em julho de 2016, todos os condomínios entregues a partir de 2021 deverão fazer uso de medidores individuais, o que torna esse sistema de medição obrigatório.

Quais são os benefícios da individualização de hidrômetros?

Atualmente, o custeio do consumo de água em um condomínio pode ser feito de duas formas. A primeira delas é por meio da chamada “fração ideal”, na qual o imóvel paga pelo equivalente ao seu tamanho, fazendo com que imóveis maiores paguem uma taxa maior. A outra alternativa é efetuar um rateio por igual entre todas as unidades pertencentes ao condomínio.

É importante frisar que, nos dois casos, pode ocorrer a cobrança (e a obrigatoriedade do pagamento) mesmo que um condômino não tenha consumido uma gota de água sequer. Porém, com a individualização do consumo, esse problema acaba.

Dessa forma, cada imóvel tem o seu próprio medidor individual, e o morador pagará apenas pela quantidade de água que consumir. Além disso, o condômino pode pensar em estratégias para tornar o consumo mais racional.

Entre outros benefícios que a individualização de hidrômetros pode gerar, podemos apontar:

  • facilidade na identificação de vazamentos e infiltrações das unidades do condomínio;
  • redução considerável do preço da conta de água mensal;
  • conscientização em relação ao consumo sustentável de água, colaborando para a preservação do meio ambiente;
  • impedimento de fraudes no sistema de abastecimento de água, como o conhecido “gato”, por exemplo;
  • valorização do imóvel, considerando que a água não é mais cobrada na cota condominial global;
  • leitura realizada de forma remota, seja via internet ou radiofrequência, o que elimina qualquer interferência direta do leiturista;
  • colabora com o controle e o combate à inadimplência, tendo em vista que cada um deverá pagar um valor equivalente ao seu gasto, impedindo que todos os condôminos arquem com as consequências causadas pelo não pagador.

Quanto custa a individualização de água em condomínios?

O custo para implementar um sistema individualizado de hidrômetros pode variar conforme o número de unidades, a cidade e a infraestrutura do condomínio. Em média, considerando os aparelhos e a instalação, o valor pode ficar entre R$ 350 e R$ 700 por unidade.

No entanto, quando falamos de edifícios antigos, o gasto pode ser maior, considerando que será adicionado o valor do projeto hidráulico, que pode chegar a R$ 4 mil por apartamento.

Além disso, também deverá ser considerado o pagamento da taxa de gestão do equipamento, que vai depender do valor cobrado pela empresa contratada, sendo que o montante total desse serviço deverá ser dividido pelas unidades.

Sendo assim, apesar dos custos e despesas que envolvem a reforma e o acompanhamento desse processo, o sistema de individualização de hidrômetros possibilita que uma economia relevante seja feita no decorrer do tempo. Isso se deve ao fato do maior controle em relação ao consumo de água por parte dos moradores, o que pode fazer com que a conta fique muito mais barata.

O que fazer se um morador não aceitar a individualização?

A implementação da individualização é caracterizada como obra útil. Dessa forma, deve ser aprovada em assembleia pela maioria dos condôminos. Isso significa que, mesmo que um morador discorde da mudança, é obrigado a aceitar por força da convenção condominial.

Quais são os caminhos para evitar implicações jurídicas?

Para que não ocorram embates jurídicos que possam trazer prejuízos ao condomínio, todas as decisões tomadas em assembleia referentes a esse caso devem ser minuciosamente discriminadas em ata. Dessa forma, ainda que um morador entre com uma ação judicial, o condomínio terá documentos que comprovem que ele não tem razão. Com um registro impecável dessas informações, um juiz poderia perceber facilmente a improcedência desse pedido.

Realmente, pode ser um problema quando um morador não opta pela individualização de hidrômetros. No entanto, se a decisão da maioria for a favor, existe a obrigação de todos aderirem à instalação por força de convenção. E, como forma de auxiliar os síndicos nessa tarefa, você pode contar com a Seu Consumo. Somos uma empresa com a expertise necessária para fazer uma implementação de sucesso!

Então, entre em contato agora mesmo, conheça os nossos serviços de individualização de água e aproveite de todos os benefícios que eles podem proporcionar!

Posts relacionados

2 thoughts on “O que fazer quando o morador não aceita a individualização da água?

  1. Somos daqui de Brasília DF, aqui de Samambaia Residencial Rio Paranã, Nosso prédio tem 06 anos já construído e vamos precisar de fazer esta individualização, somos 100 unidades, e gostaria de saber se você tem atuação nessa região.? E mail do contato do condominioresidencialrioparana@gmail.com.

  2. O nosso condomínio existe há mais de 40 anos e, somente agora na minha gestão é que dei o pontapé inicial para individualização. Porém tem uma condômina que não aceita por ter feito reforma e não querer saber se obra por problemas de saúde . Ficou decidido em assembleia que seria realizada a individualização, bem como não consta nada na convenção sobre a questão em pauta. Como proceder nessa situação?
    Obrigada.

Deixe um comentário